domingo, fevereiro 19, 2012

viver

O rosto atrás do rosto

À frente do rosto dele estava
Um outro rosto desconhecido
E o outro rosto não se movia
Então ele viu o outro rosto. E era lindo, o outro rosto. Ele ficou olhando, encantado com tanta beleza. Mas o outro rosto não se movia.
Era tão bonito o outro que ele não resistiu a tentação de tocá-lo. Talvez não devesse, pensou. Quando pensou, já era tarde demais. Tinha estendido a mão para tocar devagarinho na pele do outro rosto. O outro rosto não se movia.
Tão bonito, o outro rosto sob seus olhos e tão macia a pele do outro rosto sob seus dedos, que num impulso aproximou ainda mais seu próprio rosto. Tão próximo agora que conseguia sentir seu próprio hálito, como um vento miúdo fazendo esvoaçar os cabelos finos, perfumados, da cabeça do outro rosto. Mas o outro rosto não se movia.
Com toda a suavidade que era capaz, e era muita, tomou entre as mãos o outro rosto e foi aproximando sua boca da boca do outro rosto. Até seus lábios tocarem nos lábios do outro rosto, à espera que a saliva da própria boca umedecesse também a boca daquele outro rosto. Com a ponta da língua, tentou abrir lentamente uma brecha entre os lábios do outro rosto. Os lábios do outro rosto estavam secos e não se abriam. E o outro rosto continuava a se mover.
Mordeu então a boca do outro rosto. Primeiro de leve, depois mais forte. Cada vez mais faminto, arrancando pedaços de uma maça vermelha. Mordeu os lábios, o queixo, e também as faces e o nariz e os olhos do outro rosto. Com doçura, com paixão, com ansiedade e fúria. Mas o outro rosto não se movia.
Da mesma forma como tinha aproximado do seu o outro rosto, afastou-o com as duas mãos iradas. Uma das mãos segurou com força os cabelos finos, perfumados, enquanto a outra erguia-se para esbofeteá-lo uma, duas, várias vezes. Um fio de sangue escorreu do canto da boca do outro rosto. Que mesmo assim, não se movia.
Então apanhou a navalha que trazia no bolso. Um click seco libertou a lâmina. E num golpe veloz, num único gesto, com todo ódio que era capaz, e era muito, cortou a pele macia do outro rosto. E o outro rosto, lavado de sangue, ainda assim não se movia.
Então apanhou a pedra que trazia no bolso. Ergueu-a no ar e com um golpe duro bateu na boca do outro rosto, para quebrar-lhe os dentes. Os cacos escorreram pelos cantos da boca, pedras num rio de sangue. Cortado, os dentes quebrados: o outro rosto não se movia.
Então apanhou o estilete agudo que trazia no bolso. E com um golpe preciso, furou os dois olhos do outro rosto. Cortado, os dentes quebrados, olhos vazados: e não - o outro rosto não se movia.
Afastou o próprio rosto e contemplou novamente o outro rosto. Embora destruído, o que restava do outro rosto era uma máscara morta sobre um outro rosto vivo. Estendeu as duas mãos e arrancou a máscara do outro rosto.
Por trás da máscara, por baixo do outro rosto estava o rosto dele mesmo. Inteiro e sem ferimento algum, o rosto dele mesmo. E era lindo, o próprio rosto vivo por trás da máscara morta do outro rosto. Ele ficou olhando o próprio rosto. Ele estendeu as mãos e tocou o próprio rosto com todo carinho - e era muito, esse carinho - que era capaz.
Foi então que o próprio rosto - que não era o outro rosto nem o rosto de outro, mas sim o próprio rosto vivo por trás da máscara morta do outro rosto - finalmente começou a se mover. E disse:

In Pequenas Epifanias
C.F.A.

quinta-feira, outubro 13, 2011

addictive

de vez em quando bate uma saudade
que chega a ser uma dor física
um vício estranho

domingo, setembro 11, 2011

Cause lovers dance when they're feeling in love...

Do you hear that, love?
They're playing our song.
Do you think we're ready?
Oh I'm really feeling it.
Do you hear that, love?
Do you hear that, love?

segunda-feira, setembro 05, 2011

felicidade

e a verdade é que eu sou feliz! aqui, lá! em qualquer lugar eu sou feliz!
e mesmo que a vida surpreenda de segundo em segundo, mudando tudo e trazendo um vendaval, eu, você, todo mundo. eu vou continuar sendo feliz. você vai continuar sendo feliz. todos nós vamos continuar sendo felizes. a felicidade não existe sem a tristeza, sem a dor. e com a dor pode-se reconhecer os momentos de alegria. por isso sempre somos felizes. ser feliz não é estar feliz. ser feliz é ser feliz. sempre sabemos que a alegria ta logo ali na frente, depois daquele punhado de dor, esperando para nos completar. para te completar. para me completar.
é, é por isso que eu sou feliz.
é, eu sou.

segunda-feira, agosto 15, 2011

palavras

Se hoje eu sou estrela
Amanhã já se apagou
Se hoje eu te odeio
Amanhã lhe tenho amor
Lhe tenho amor
Lhe tenho horror
Lhe faço amor
Eu sou um ator
É chato chegar
A um objetivo num instante
Eu quero viver
Nessa metamorfose ambulante
Do que ter aquela velha opinião formada sobre tudo
Do que ter aquela velha opinião formada sobre tudo
Sobre o que é o amor
Sobre o que eu nem sei quem sou

domingo, maio 08, 2011

Thanks mom!

Never Grow Up - Taylor Swift

Your little hands wrapped around my finger
And it's so quiet in the world tonight
Your little eyelids flutter cause you're dreaming
So I tuck you in and turn on your favorite nightlight

To you, everything's funny
You got nothing to regret
I'd give all I have, honey
If you could stay like that

Oh darling don't you ever grow up, don't you ever grow up
Just stay this little
Oh darling don't you ever grow up, don't you ever grow up
It could stay this simple
I won't let nobody hurt you
Won't let no one break your heart
No one will desert you
Just try to never grow up
Never grow up

You're in the car on the way to the movies
And you're mortified your mama's dropping you off
At 14, there's just so much you can't do
And you can't wait to move out
Someday and call your own shots

But don't make her drop you off around the block
Remember she's getting older too
And don't lose the way that you dance around in your
PJs getting ready for school

Oh darling don't you ever grow up, don't you ever grow up
Just stay this little
Oh darling don't you ever grow up, don't you ever grow up
It could stay this simple
No one's ever burned you
Nothing's ever left you scared
Even though you want to, just try to never grow up

Take pictures in your mind of your childhood room
Memorize what is sounded like what your dad gets home
Remember the footsteps, remember the words said
And all your little brother's favorite songs
I just realized everything I had is someday gonna be gone

So here I am in my new apartment
In a big city, they just dropped me off
It's so much colder than I thought it would be
So I tuck myself in and turn my nightlight on

Wish I'd never grown up
I wish I'd never grown up
Oh I don't wanna grow up
Wish I'd never grown up
Could still be little
Oh I don't wanna grow up
Wish I'd never grown up
It could still be simple

Oh darling don't you ever grow up, don't you ever grow up
Just stay this little
Oh darling don't you ever grow up, don't you ever grow up
It could stay this simple
Won't let nobody hurt you
Won't let no one break your heart
And even though you want to, please try to never grow up
Don't you ever grow up
Just never grow up


FELIZ DIA DAS MÃES!

sexta-feira, abril 29, 2011

Obrigada.

Hoje (ontem) foi o niver da minha SUPER amiga irmã (L) @livialgurgel ! E é óbvio que eu prestaria alguma homenagem a ela, mesmo que seja dessa forma tão simples. :)
Minha amizade com essa menina não tem preço, é simples. Tudo começou há, sei lá, uns 5 anos atrás .. quando éramos, não só loucas, mas fanáticas pela banda RBD.. e formamos um grupo virtual tão grande e a gente super se entendia e acreditávamos na nossa amizade forever. Pois bem, o tempo passa e nem tudo fica como era né? Então, nem a amizade. Depois de algumas confusões e também devido ao destino.. esse grupo 'acabou'. Algo assim. Porém, eu fui MUITO beneficiada com a amizade de 4 pessoas especiais: Livinha, Leka, Lilih e Tatah (a bastarda dos L's). E essas são minhas melhores (L).
Muita gente não acreditou na amizade da gente, mas a forma que nos conhecemos foi especial.. apenas pela net. 5 anos depois já nos vimos pessoalmente, já passamos férias uma na casa da outra. Duas estudam até juntas c.c e mesmo depois de trancos e barrancos, continuamos aqui óh: firmes e fortes e unidas. E eu só agradeço por isso.
A gente nunca sabe pra onde a vida vai nos levar, né ? Mas é bom deixar ela nos guiar, sem nenhum roteiro...

Já não é mais dia 29 e você não vai ver isso tão cedo, mas eu só queria lhe repetir tudo que falei esses anos todos: obrigada por ser minha amiga e estar comigo todo esse tempo. É maravilhoso poder dizer que uma pessoa como você é minha amiga., é maravilhoso poder contar com sua amizade. Nesses 1.8 você se divirta, mas continue crescendo, se tornando melhor a cada dia, como tem sido! Eu te amo muito amiga, Feliz Aniversário!



Beijos a todos!